01/11/2014

Sessão Coruja: Deus não está morto


 Este é o tipo de filme que todo mundo precisa assistir. Não porque é mais um daqueles filmes do qual está todo mundo comentado. Mas porque está na categoria de filmes que podem mudar sua forma de pensar e de ver a vida.

 O burburinho sobre God's not dead ou, em português,  Deus não está morto não é à toa. Há um tempinho só ouço opiniões positivas sobre ele e, assim que tive uma folga na faculdade, corri pra frente do computador pra assistir. E olha, não me arrependo nadinha.
 O filme, que estreou em agosto deste ano nos cinemas, narra a história de Josh Wheaton, um jovem que acaba de entrar na universidade e, como disciplina optativa, escolhe cursar Filosofia. Acontece que, no primeiro dia de aula, se vê na turma de Jeffery Radisson, um homem arrogante e totalmente sem fé, que obriga seus alunos a escrever a afirmação "Deus está morto" numa folha de papel, e estregar assinada. Josh, que é cristão, se recusa a reproduzir a frase e, consequentemente, é desafiado pelo professor a apresentar um antítese à sua tese. Ele precisará reconvencer a turma de que Deus não está morto, e recebe o prazo de 3 aulas para isto. Se ao fim de toda a sua argumentação a turma não estiver convencida da existência de Deus, ele estará automaticamente reprovado.


 Sua namorada é totalmente contra a aceitação deste desafio, alegando que isto é um suicídio acadêmico. Mas, para o jovem, essa é a chance ideal para provar a sua fé e não negar Deus diante de todos. 

"Só um risco real testa a realidade de uma Fé" (C. S. Lewis)

 Durante o embate, Josh tem muitos de seus argumentos contra-argumentados, e por algumas vezes chega a ser humilhado pelo professor, que mantém de forma radical sua visão ateísta. 


 Além da trama principal entre Josh e o professor Jeffery, há mais 6 histórias paralelas. Todas embasadas pela crença ou descrença em Deus.


 É claro que, como toda produção cinematográfica, não há apenas opiniões positivas sobre. Também li  várias resenhas negativas, que afirmavam que o filme é superficial, promove a indústria gospel, e é altamente esteriotipado e caricato. Bom, eu não vi o filme desta forma. Até porque o assisti como uma telespectadora, não como uma crítica de cinema. Sou bem leiga no ramo e ainda não tenho experiência suficiente para enxergá-lo de outra maneira. Também não julguei a visão religiosa do filme, apenas reafirmei algumas crenças e tirei pra mim o que considerava bom. Sinceramente, não acho que o foco do filme seja a imposição de uma religião. Acredito que quem o assistir irá levar pra si o que considerar bom e verdadeiro. Não é preciso concordar com tudo o que é dito na história. Acho que o principal, e o que o filme de fato quer, é nos mostrar que Deus está vivo em cada instante do nosso dia, é só pararmos para percebê-lo
 A maioria das análises negativas que li e citei acima partiram de sites e blogs de cinéfilos. Pessoas que respiram cinema e já estão "treinados" a enxergar além. 
 Tanto quanto assisti ao filme quanto agora, enquanto escrevo este post, me apeguei à mensagem que o filme passa e à emoção que ele me fez sentir, para, então, atribuir qualidade a ele. E, pra mim, a mensagem que o filme transmite é simples e muito importante: a de que todas as pessoas que acreditam em Deus não devem se sentir intimidados diante dos que não creem, mas sim, estar dispostas a aceitar os desafios que põem à prova sua fé, e mostrar os motivos que as fazem crer n'Ele.

"Quem, pois, me confessar diante dos homens, eu também o confessarei diante do meu Pai que está nos céus. Mas aquele que me negar diante dos homens, eu também o negarei diante do meu Pai que está nos céus." (Mateus 10:32-33) 

 O filme fez com que eu ficasse refletindo durante dias. Ele me deu respostas para algumas perguntas que eu sempre me fiz e, por isso, gostei bastante dele e indico a todos vocês. Talvez, não tenham a mesma visão que eu tive, e, muito provavelmente, vários não terão. Mas acho que é válido assistir para que a partir daí possam tirar suas próprias conclusões sobre ele.

 A trilha sonora fica por conta da banda Newsboys, a qual não conhecia até então. Farei um post mais à frente, sobre eles. Por enquanto, fiquem com o trailer:


 Espero que tenham gostado do post :) Me contem o que acharam nos comentários!
Beijos! 


4 comentários:

  1. gentee.. eu to louca pra assistir esse filme!
    muito curiosa mesmo!

    http://divasblogtms.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/pages/Divas%C2%B3/1478101982460409

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assiste e depois me conta o que achou! ;)
      Beeeijos!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti, porque tava todo mundo comentando e postando sobre ele no face.
    É muito emocionante e toca fundo todos que creem em Deus, independente da religião.
    Fiquei pensando na coragem que Josh teve para defender a crença dele e o que tantas outras pessoas já fizeram e fazem em nome de sua fé e me senti muito pequena e inútil, apesar de ajudar em muita coisa na igreja.
    Enfim, acho que é o tipo de filme para "acordar" os que já possuem uma religião e mexer com aqueles que, por algum motivo, estão afastados de Deus.

    ResponderExcluir

 

criado e codificado para o blog ficcionalmente real
cópia proibida © 2015